O menino feliz

Por Francis Ivanovich: Quando eu era menino, sentado debaixo da grande jaqueira, no quintal da casa simples e amarela, no subúrbio, longe do mar, num quintal, moafá da minha infância, foguete goiabeira, abieiros e cajás, abacates caídos na terra, o meu melhor amigo, o vira-lata Totó. Sonhando estrelas, simplesmente FELIZ! – Que saudade…

MUBI: plataforma para quem ama cinema

Por Francis Ivanovich: A pandemia foi um prato cheio para as plataformas de streaming. As salas de cinema fechadas, as pessoas em casa tentando sobreviver e as telas de todos os formatos acesas 24 horas por dia, literalmente, e haja cinema, música, etc. Foi durante a pandemia, em 2020 que descobri a plataforma MUBI. NãoContinuar lendo “MUBI: plataforma para quem ama cinema”

Parabéns Coltrane!

por Francis Ivanovich No último dia 23 de setembro, há poucos dias, foi aniversário de alguém muito especial em minha vida, John Coltrane. Peço desculpas ao mestre Coltrane, onde estiver, a falha indesculpável. O pedido de perdão se justifica pelo simples fato de que sua música me faz tão bem, que nem consigo descrever osContinuar lendo “Parabéns Coltrane!”

O Peixe na Areia

Você tenta respirar, mas não consegue. Você não é mais você, tornou-se um peixe agonizando na areia. Suas crenças, seus desejos, suas manias, suas certezas evaporaram, seu mundinho ruiu, as pernas que te sustentavam se partiram como delicados corais. Você finalmente depara-se com a absoluta fragilidade humana, sua finitude. Ninguém pode respirar por você, ninguém.Continuar lendo “O Peixe na Areia”

Os manipulares da Vida

Após um ano e meio estudando Psicologia numa tradicional universidade brasileira, eu entendi que a nossa ignorância psicológica é o calcanhar de Aquiles de toda a sociedade. A nossa subjetividade foi descoberta, aquilo que de mais profundo está em você como pessoa, está sendo violado diariamente por supostas mentes brilhantes do Vale do Silício. AContinuar lendo “Os manipulares da Vida”

Arte online sim, de graça não

Pergunto: quando vais ao supermercado, farmácia, academia de ginástica, salão de beleza, restaurante, boteco da esquina, paga meia? Pede para ser gratuito? Explique por que você paga meia-entrada no teatro, cinema, show, espetáculo de dança, exposição, e não paga meia no dentista, no médico, no açougueiro, no farmacêutico, no feirante? Por que você reclama doContinuar lendo “Arte online sim, de graça não”