A fiandeira vida que te inscreve

Por Francis Ivanovich: Volta e meia, alguém me pergunta: por que você escreve? As respostas são muitas, porém, o que posso dizer é que se você observar atentamente a vida, ela que pulsa todas as histórias, disponíveis para a percepção dos seus sentidos, perceberá claramente que ela, a grande vida é toda Literatura. Eu nãoContinuar lendo “A fiandeira vida que te inscreve”

Quem está do teu lado ao cair?

Por Francis Ivanovich: Você já se perguntou: se eu cair quem estará ao meu lado para me ajudar a me reerguer? Se você encontrou resposta imediata, considere-se a pessoa mais rica do mundo, porque uma das coisas mais difíceis nesta vida é ter ao seu lado alguém que irá realmente te ajudar a se levantarContinuar lendo “Quem está do teu lado ao cair?”

A mentira é uma “verdade” inventada

Por Francis Ivanovich: Esta manhã, ao olhar o calendário digital, acho que não existem mais calendários de papel pendurados na parede, me dei conta que é primeiro de abril, o dia da mentira ou dos bobos. Sou um bobo, não tenho dúvidas. A mentira sempre foi um tema que me atraiu. (serei eu também umContinuar lendo “A mentira é uma “verdade” inventada”

Amizade, o nosso tesouro

Por Francis Ivanovich: No anos 70, utilizei como livro escolar o “Meu Tesouro”, publicação clássica da educação básica no Brasil. Pesquisei e infelizmente não encontrei nenhuma imagem, que na minha memória está com a capa bem apagada, mas achei sua referência: ABRANCHES, Helena Lopes; SALGADO, Esther Pires. Meu Tesouro: 1. série primária. 12. ed. Rio deContinuar lendo “Amizade, o nosso tesouro”

A teoria do espectro

Por Francis Ivanovich Você morreu. Não se lembra como. Agora é um fantasma. Pergunta-se como isso se deu. A princípio você achou divertido ser imperceptível aos vivos. Engraçado mesmo. Principalmente ao testemunhar seu pequenos pecados, luxúrias, ao vagar pela cidade ou pelos dormitórios da noite. No entanto, com o passar do tempo, descobre que aContinuar lendo “A teoria do espectro”

Os camelos

Por Francis Ivanovich Todo deserto nasce sozinho Um que deserto cresce dentro de nós Um deserto sem saída Um deserto de tempestades e miragens Todo deserto é ampulheta A contar os grãos da nossa sombra Um deserto noite e dia                        Quente e frio                         Sol e lua O amor é água que evapora EsperançaContinuar lendo “Os camelos”

Dia da gula

Por Francis Ivanovich: Hoje é o dia da gula. (26 de janeiro) A gula é um dos sete pecados capitais juntamente com a soberba, avareza, inveja, ira, luxúria, e a preguiça. A gula ou a “gastrimargia“, expressão criada por Evágrio Pôntico, um escritor, asceta e monge cristão que viveu no Egito entre 346-399 AC, éContinuar lendo “Dia da gula”

Celular: não ao novo órgão humano!

Por Francis Ivanovich: Hoje é um dia marcante na história da humanidade, Steve Jobs apresentava ao mundo o primeiro celular Iphone que você tocava na tela para fazer uma chamada, acionar alguma função, escrever, fotografar, filmar, gravar. No vídeo acima, você verá Jobs apresentando ao planeta a ideia do novo órgão humano. Era o diaContinuar lendo “Celular: não ao novo órgão humano!”

O último café de 2021

O último café da manhã de 2021 não poderia ter sido melhor. Reencontro após 10 anos, Rodrigo Brand, para um café com leite e misto quente no pão francês, bem quentinhos. O dia chuvoso, a padaria bem iluminada de tortas, massas e sonhos. Na minha frente o amigo, o ator e escritor que hoje moraContinuar lendo “O último café de 2021”