SpaSEEbah, Dostoievski!

Por Francis Ivanovich (Францис Иванович):

A minha vida é marcada por este humano escritor russo, desde muito cedo. Me influenciou como artista. Já lhe dediquei filme, O Homem de Escrever, nome do periquito de um personagem em peça de teatro que em 2022 estará em cena, poema, reverência, pintura, e estou há dois anos tentando escrever uma peça sobre Dostoievski e seu pai, para os atores Júlio Adrião e Leonardo Franco. Adrião lembra muito a fisionomia do escritor.

Já sonhei estar conversando com um dos seus mais marcantes personagens, Rodion Românovitch Raskólnikov, do livro Crime e Castigo, publicado em 1866. Dostoievsky faria hoje, 11 de novembro, 200 anos. Escorpiano como eu, que sou de 16 de novembro. Não poderia deixar em branco este dia.

A minha paixão pela língua russa veio ao ler Dostoievski. Estudei russo nos anos 80. Hoje consigo ler algumas palavras escritas no alfabeto cirílico, e arrisco algumas pronuncias. Daí vem a origem do meu Ivanovich, desse mundo russo descrito pelo escritor, mas que poderia ser no Brasil, ou em qualquer parte da terra.

Seus personagens são humanos, nos identificamos com eles, seus medos, suas culpas, seus desejos e fracassos. Para quem quiser conhecer um pouco da vida desse grande escritor, vale ler a biografia escrita por Joseph Frank, mais de mil páginas, um dos meus livros de cabeceira.

Hoje Dostoievski é um mito. No entanto, em vida, foi um homem como todos os homens, com suas virtudes e defeitos. Foi viciado em jogo e isso quase o arruinou; sofria com a epilepsia; o pai, que era médico, o Dr. Dostoievski, foi assassinado misteriosamente e de forma bizarra. O escritor teve relacionamentos complicados com as mulheres.

Na juventude, quase foi fuzilado. Conheceu a prisão na Sibéria, dessa experiência nasceu o livro “Memórias do Subterrâneo”, de 1864. Um homem de carne e osso, com suas vaidades, crenças, seu moralismo, todas as dores, mas com um olhar sem igual para a humanidade, como poucos.

Obrigado por sua literatura, mestre Dostoievski! Parabéns por este seu dia. Fará 300, 400, 500 anos. Eterno. Como diriam os russos:

– Спасибо (SpaSEEbah) – (obrigado!)

Publicado por Frankfurt Produções

Produtora audiovisual - Cinema, TV, internet, shows, Cursos, produtora dirigida por Francis Ivanovich. cineasta escritor.

%d blogueiros gostam disto: